Extensão de deadlines é considerado prejudicial

Imagem de https://unsplash.com/photos/bn4PuDWVC1U

Em 4 de Março de 2018, Shriram Krishnamurthi, um professor da universidade de Brown, nos EUA, escreveu uma thread no twitter desmistificando a fantasia que é estender um deadline, descrevendo o impacto que isso pode causar aos autores.

Sempre que vejo alguém próximo comentando sobre as vantagens de adiar um deadline, eu revisito esta thread pra me lembrar dos argumentos do professor Shriram. Sempre que releio, reforço minha crença de que extensões de deadline não ajudam; na realidade, são prejudiciais para comunidade.

Como eu não tenho o discernimento nem eloquência do professor Shriram, pedia a sua autorização (que gentilmente me concedeu) para traduzir, na integra, o texto da thread.

Espero que o texto ajude a coordenadores de comitês de programa de eventos de pesquisa a refletir e, eventualmente, ajudar a mudar o status quo dos eventos nacionais; estes, em grande número, baseados em extensão deadlines.

Suponha que eu tenha três alunos A,B,C com deadlines em semanas sucessivas. Eu aloco tempo necessário para finalizar seus artigos nas últimas semanas.

Agora o deadline de A foi estendido em uma semana. O novo deadline agora está competindo com o tempo que eu *prometi* a B. Tenho duas escolhas, e nenhuma delas é satisfatórias.

  • Eu posso dizer pra B: “Desculpe, eu prometi pra você acesso exclusivo, mas não terei como lhe dar. B não fez nada de errado. O chair do comitê de programa da conferência que A submeteria o trabalho que fez. Mas B é quem sofre.
  • Ou eu posso dizer para A: “Sim, eu sei que você é um jovem e ambicioso, e tem todo o interesse em «melhorar o seu trabalho», como o chair do comitê de programa disse. Mas eu lamento, eu não tenho tempo pra você — e como um pesquisador júnior, suas edições podem fazer tanto mal quanto bem, portanto, evite tentar melhorar muito.

Obviamente, os concorrentes de A que disputam os poucos slots não estão parados, então o artigo de A, de certa forma, fica menos competitivo em relação aos demais trabalhos que estão sendo avaliados (encare isso, todos os comitês de programa acabam tomando decisões relativas, *especialmente* em eventos pequenos).

Enquanto isso, nós esquecemos do aluno C. Mas até mesmo C sofre repercussões do deadline estendido. Se eu acabar dividindo meu tempo entre A e B, isso geralmente significa que eu tenho que trabalhar muito mais do que o normal, então quando chego para trabalhar no artigo de C, estou muito mais cansado e irritado.

ESSA NÃO É UMA SITUAÇÃO HIPOTÉTICA. Já vivenciei isto em várias ocasiões. Posso lhe dizer por experiência própria que isso É UMA MERDA. Eu nunca senti que foi me dado um “presente” e uma “oportunidade” para “melhorar” meu artigo.

Mas eu ainda nem cheguei no problema real. Você sabe quem fica mais machucado por isso a cada vez? Não foi A, B, C ou eu. Foi minha ESPOSA, que calmamente assumiu mais tarefas domésticas, e meu FILHO, que teve que se contentar com menos tempo com seu pai.

Você quer falar sobre tonar Ciência da Computação mais equitativa? Você quer falar sobre equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal? Bem, mantenha sua palavra sobre os deadlines que você define. Conserte-os.

Se você não tiver opção e precisar mesmo mudar, não apresente como algo legal. Faça a coisa certa: DESCULPE-SE por aqueles cujo o horário você interrompa. É arrogância assumir que você conhece os horários de todos melhor do que eles mesmo, e que sua mudança é obviamente bem-vinda. Assuma que alguém pode não concordar.

Quando eu sou chair de comitê de programa, eu sempre digo que o prazo é FIXO. Eu digo isso em negrito na chamada de trabalhos. Eu falo sério. Esse é o meu CONTRATO com o mundo. Somo pessoas que lidam com software: entendemos o que significa honrar um contrato.

Agora vamos falar sobre estes tries alunos de pós-graduação. Será que eles não sabiam do evento? Será que eles não sabiam do deadline do evento? Será que seus orientadores sabiam? Eu acho que todos eles sabiam. Se é tão importante assim, por que não planejaram com antecedência?

Talvez o evento tenha um histórico de mudança de deadlines. Nós criamos essa bagunça e depois a agravamos. Isso privilegia aqueles que fazem parte da comunidade a mais tempo: eles sabem quando é o deadline “real”. Aquele que tenta entrar na comunidade recebe a má notícia. Isso é justo?

Resumo: extensão de deadlines não é puro bem. Eles são excludentes, eles perturbam vidas (literalmente), e criam trocas desagradáveis. Crie deadlines firmes e mantenha-os. Tudo fica literalmente melhor.

Mas se você PRECISAR estender um deadline, ao menos peça desculpas. Reconheça que você pode ter perturbado a vida de alguém. Considere marcar artigos atrasados como atrasados, de forma que os membros do comitê de programa possam levar isso em consideração. Faça disso um jogo mais justo. Fim do sermão (-:

--

--

--

Assistant professor @ Federal University of Pará

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Gustavo Pinto

Gustavo Pinto

Assistant professor @ Federal University of Pará

More from Medium

A Model for Reducing the Societal Harms of Research

Gender Bias in Management Information Systems

A Peek Into Maze Generation

Ejemplo de una Literature Review